24.12.16

CALENDÁRIO do ADVENTO I ANARITA ALBUQUERQUE



24 de DEZEMBRO de 2016 . ANA RITA ALBUQUERQUE
ARTE TÊXTIL
Ninho-Bicho

 A pré-história desta peça começa em Remondes de Mogadouro, Bragança, comigo no encalce de um rebanho de Churra da terra quente ou as chamadas Terrinchas. Tudo isto no foco do meu trabalho nas raças de ovinos autóctones, toda uma aventura em si. 
 NINHO-Bicho foi construído com a totalidade de um velo de churra da terra quente, em feltragem, um método ancestral de compactação de fibras. Vive numa caixa em contraplacado marítimo, tem uma alma de arduino uno, um processador de computação física ligado a um servo que movimenta um músculo em vidro acrílico. 
 A experiência da tosquia foi um ponto muito alto e marcante para mim, poder escolher o velo ainda na ovelha foi um privilégio e um estímulo criativo tremendo, passar o dia com os pastores e poder ajudar, conversar e partilhar da bucha foi uma honra. 
 Quando comecei a pensar na peça, ainda sem nome, pensei numa peça para ser observada, sobretudo pela riqueza de texturas e formas. Depois, sem querer, comecei a pensar sobre a forma como nós, humanos, olhamos para aquilo que nos é apresentado ou dado a ver, a forma como abordamos algo que está exposto, se nos observássemos a observar descobriríamos uma diversidade enorme na forma como nos aproximados e como interagimos com o objeto focado. A partir daí comecei a tecer considerações sobre o objecto em si, comecei a querer personificá-lo, dar-lhe uma centelha de alma, de forma que quase sentíssemos que o objecto sabe que estamos a olhar para ele. Assim, NINHO-Bicho é uma peça que demostra sintomas de ansiedade, uma respiração acelerada quando está em exposição, não nos deixando esquecer que estamos a olhar. 

Lã churra da terra quente, contraplacado 
marítimo,fibra óptica, arduino, uno+servo+led
57cm X 47cm X 35 cm (alt. X larg. X prof.)

Telemóvel: 969441072

Sem comentários:

Publicar um comentário